foto-livia-menorPara o público atuante na área da audiodescrição, Lívia Motta*, homenageada do VerOuvindo 2017, dispensa apresentação. Para quem ainda não a conhece, poderá ouvi-la na mesa de abertura, ou encontrá-la antes ou depois das sessões.

Obrigada Lívia por dedicar sua força de trabalho à audiodescrição, por criar novas formas de aplicar essa tecnologia assistiva, por compartilhar os seus conhecimentos, por incentivar novos profissionais proporcionando-lhes uma formação consistente e comprometida com o público com deficiência, por estar sempre repensando o próprio trabalho, por estar aberta às diferenças, ao novo, por sistematizar seu pensamento em livros, pela sua presença contagiante, pela alegria!

*Lívia Maria Villela de Mello Motta é doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC de São Paulo, como parte de seu doutoramento feito na Universidade de Birmingham, Reino Unido. Trabalha como audiodescritora e professora de cursos de audiodescrição desde 2005, tendo sido responsável pela exibição da primeira peça e da primeira ópera com audiodescrição no Brasil. Desde então vem implementando o recurso de acessibilidade comunicacional em filmes, peças teatrais, óperas, espetáculos de dança, shows, espetáculos de circo, stand ups, musicais, além de eventos religiosos, acadêmicos e sociais. Coordenou o 1º Curso de Especialização em Audiodescrição pela Universidade Federal de Juiz de Fora que formou 32 especialistas para atuarem em diversas regiões brasileiras. Organizou com Paulo Romeu Filho o 1º livro brasileiro sobre o tema: AUDIODESCRIÇÃO: TRANSFORMANDO IMAGENS EM PALAVRAS. Publicou também o livro: AUDIODESCRIÇÃO NA ESCOLA: ABRINDO CAMINHOS

 

rodapé