> SESSÃO CURTAS PERNAMBUCANOS 
Dia 28/04, 18h, Cinema do Museu

Terreno fértil
Três obras exibidas no último FestCine – Festival de Curtas de Pernambuco foram selecionadas para o VerOuvindo e agora estão acessíveis a novos públicos via Libras, audiodescrição e LSE. Elas foram escolhidas tendo em vista um recorte representativo da atual produção no estado, em que o curta-metragem deixa de ser o principal formato para dar espaço aos filmes de longa duração e produtos para a TV.

Por muito tempo o curta-metragem foi o principal formato praticado pelo cinema em Pernambuco. Além da histórica dificuldade de circulação, a recente ascensão e reconhecimento de longas e produtos para a TV tornou essa produção menos visível, o que em nada diminui seu papel no processo de renovação artística. O curta é terreno fértil para a experimentação e para transformar ideias em recursos expressivos. Ao oferecer o Prêmio Acessibilidade, o VerOuvindo reconhece sua importância no processo da criação cinematográfica.

André Dib, Curador do VerOuvindo

Fotografrica_divulgacao01_credito_Josivan Rodrigues

FOTOGRÁFRICA
2016, DCP, cor, doc, 25min, 12 anos
Direção: Tila Chitunda

AD > Roteiro: Túlio Rodrigues, Locução: Arthur Canavarro, Consultoria: Michelle Alheiros;
Libras > Tradução e interpretação: Poliana Alves, Consultoria: Alessandro Vasconcelos;
LSE > Bruna Cortez e Robson Souza.

Sinopse: Dona Amélia é uma angolana refugiada de guerra que recomeçou a vida em Olinda. A partir do seu mural de fotografias, sua filha mais nova, nascida no Brasil, vai em busca de suas raízes.

still um brinde 01

UM BRINDE
2016, DCP, cor, fic, 16min, 12 anos
Direção: João Vigo

AD > Roteiro e locução: Liliana Tavares, Consultoria: Michell Platini;
Libras > Tradução e interpretação: Carlos Di Oliveira, Consultoria: Alessandro Vasconcelos;
LSE > Bruna Cortez e Robson Souza

Sinopse: Elias sempre se evitou ir a enterros e velórios. Até o dia em que Cacau exigiu a presença do amigo em seu próprio enterro.

Foto 3

CATIMBAU
2015, DCP, cor, doc, 23min, 12 anos
Direção: Lucas Caminha

AD > Roteiro: Liliana Tavares, Locução: Júnior Foster, Consultoria: Felipe Monteiro;
Libras > Tradução e interpretação: Anderson Almeida, Consultoria: Thiago Albuquerque;
LSE > Bruna Cortez e Robson Souza.

Sinopse: Catimbau é um curta-metragem experimental, desenhado como uma experiência sensorial em um parque de preservação ambiental no nordeste do Brasil chamado Vale do Catimbau, no estado de Pernambuco. Cosmo Grão compôs uma trilha sonora original inspirada no parque nacional que foi posteriormente reproduzida em localização por Lucas Caminha e sua equipe filme. Este é um filme sobre como um lugar tanto pode inspirar quanto ser inspirado pela música.

 Debate após a sessão com diretores e profissionais da acessibilidade.

rodapé