6º VerOuvindo divulga programação completa

Postado em 24 de outubro de 2021

6º VerOuvindo divulga programação completa
Itinerância de filmes pernambucanos, conexão de festivais brasileiros acessíveis, mostra de curtas com audiodescrição e tradução em Libras, jornada de formação e pedal duplo acessível marcam edição do festival, que ocorrerá de 10 a 15 de novembro em formato híbrido

Confira a programação completa aqui: verouvindo.com/programacao/

O 6º VerOuvindo – Festival de Filmes com Acessibilidade Comunicacional do Recife divulgou nesta segunda-feira (25) a programação completa da edição, que acontecerá em formato híbrido de 10 a 15 de novembro. Além das sessões no canal de Youtube do festival, o projeto terá sessões presenciais no Recife e itinerância em Nazaré da Mata e Vitória de Santo Antão. Serão mais de 40 horas de exibição de filmes, formação em acessibilidade comunicacional e ações externas, gratuitas e abertas para pessoas com ou sem deficiência.

Neste ano, o festival chama atenção para os tradutores intérpretes de Libras da Língua Brasileira de Sinais, que exerceram um papel importantíssimo na realização audiovisual gravada e online durante a pandemia. Por isso, a edição estreia a Mostra de Curtas com Tradução Audiovisual para Língua de Sinais – TALS, a primeira no Brasil a premiar profissionais de Libras. A sexta edição também trará a tradicional Mostra de Curtas com Audiodescrição (AD), pioneira na premiação de profissionais da AD no Brasil. As sessões das mostras ocorrerão nos dias 11 e 12 de novembro, no Cinema da Fundação – Derby.

Além da exibição de filmes, o VerOuvindo também reforça o compromisso com o cinema pernambucano, selecionados  pela curadora Amanda Mansur. Este ano, produziu acessibilidade para filmes incentivados pela Lei Aldir Blanc, que serão exibidos durante a Itinerância VerOuvindo, com exibições em Nazaré da Mata e Vitória de Santo Antão, no dia 10 de novembro. Serão exibidos pela primeira vez com recursos de acessibilidade os curtas: Cabocolino (2021), de João Marcelo Alves; O Rio – Um Itinerário Poético (2021), de Adelina Pontual; e Ethxô Nandudya (2021), de Fernando Matos, Narriman Kauane, Raryson Freitas, Tayho Fulni-ô e Thales Matos

Jornada traz Oficina de Libras e debate com Kleber Mendonça Filho (online síncrono)
Outra novidade deste ano ocorre dentro da programação da II Jornada VerOuvindo, que reúne a formação em acessibilidade do festival. Haverá a estreia das masterclasses Por Trás das Câmeras, com conteúdos técnicos cinematográficos voltada para profissionais da acessibilidade exibidas remotamente no VerOuvindo na Rede, pelo Youtube, no dia 13 de novembro, às 10h, o diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho e às 11h o pesquisador Rodrigo Carreiro, falando sobre aspectos da imagem e do som no cinema. 

A Jornada VerOuvindo também será composta de masterclasses com os homenageados Bell Machado, sobre audiodescrição, e Jonatas Medeiros, sobre tradução para Libras, além da Oficina de Libras nos dias 12 e 13, com o intérprete Carlos Di Oliveira e da intérprete e consultora surda Mirella Cavalcanti e de dois Painéis de Acessibilidade Comunicacional que trará apresentações orais presenciais e online de pesquisadores e profissionais do país com experimentos e análises sobre a produção cultural acessível nos dias 13 e 14, no Cinema da Fundação – Derby.

Reunião inédita de festivais acessíveis de Brasil e Portugal
A Jornada ainda comportará o Conexão Festivais, iniciativa inédita que reunirá online os principais festivais de cinema acessíveis do Brasil e de Portugal. Estarão reunidos no dia 15 de novembro representantes dos festivais Assim Vivemos (RJ), o primeiro festival de cinema acessível do país, UrbanoCine (RN), Editando Sonhos (BA), Festival Acessível Kids – (RS) e Festival Acessível do IPB- Instituto Politécnico de Bragança (Portugal), trocando experiências e dinâmicas do circuito de exibição de cinema acessível.

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments